sexta-feira, 30 de abril de 2021

ELES DISSERAM E/OU CANTARAM

.
(30.04)


.OLDIES:
Del Shannon - 'Runaway' - (1961) ......... Aqui.
Chris Montez - 'Let's Dance' - (1962) ..... Aqui.
Simon/Garfunkel - 'Mrs. Robinson'-'67   Aqui.
Neil Diamond - 'Sweet Caroline'-'69 ..... Aqui.


.DCM ao Meio-Dia:
Entrevista com Valeska Martins ............ Aqui.

.Galãs Feios:
As 'novas' de Bolsonaro na live .............. Aqui.

.Reinaldo Azevedo:
O É da Coisa ............................................ Aqui.

.Boa Noite 247:
Filhos de porteiro reagem a Guedes ...... Aqui.

.Luis Nassif:
Senador Humberto Costa disseca a
CPI da Pandemia .................................... Aqui.
A Semana - Lava Jato / Prisão e tortura
de blogueiro / Escândalo das patentes .. Aqui.

.Leonardo Stoppa:
Esquerdão News - O estouro do curral ... Aqui.

.O Essencial:
Sextou com Bemvindo Sequeira ............. Aqui.

.Paulo A Castro:
Alckmin vice de Lula? ............................. Aqui.
Guerra de Lula contra Moro/Lava Jato
pode render livro .................................... Aqui.

O ÍCONE ONIPRESENTE NOS PRÓXIMOS 3 MESES


Fred. 

A CONJUNTURA BRASIL E A CPI DA PANDEMIA


"
Compromisso com a verdade, com a transparência e a ciência. Responsabilidade com a vida de mais de 210 milhões de brasileiros. Esse precisa ser o norte da CPI da Pandemia, que promete ser uma das mais marcantes da nossa história.

O que diferencia esta comissão parlamentar de inquérito de todas as anteriores é que não vamos nos debruçar apenas sobre fatos passados, mas também sobre o presente e até mesmo sobre o futuro. Muito mais do que apontar culpas, temos, a partir do trabalho desta comissão, a oportunidade de apontar caminhos que levarão a salvar milhares de vidas.

Ao investigar erros e omissões do governo federal –e eventualmente de governos estaduais e municipais, na administração de recursos repassados pela União–, temos a chance de corrigir as decisões e os rumos adotados até agora no enfrentamento da pandemia. Decisões e rumos tão equivocados que impuseram ao país um rastro dramático de medo, de perdas e sofrimento. Na saúde, na economia, na área social.

O legado da falta de planejamento e da falta de vontade política na luta contra a covid-19 pode ser medido, dia após dia, pelo agravamento da crise que fecha as portas de tantas empresas e empurra uma multidão de brasileiros para a fome e para o desemprego. Pode ser mensurado, também a cada dia, pela escalada galopante de vidas perdidas para o coronavírus.

A ausência de estratégia e coordenação nacional multiplicou a dor e a angústia dos profissionais de saúde, os heróis dessa pandemia, que travam uma luta muitas vezes inglória, diante da insuficiência de leitos, de remédios e insumos básicos nos hospitais. Basta lembrar a crise de abastecimento de oxigênio no Amazonas, quando acompanhamos, horrorizados, milhares de pessoas morrendo asfixiadas, em desespero.

A CPI da Pandemia é uma resposta a todos os amazonenses que sofreram os dois meses mais negros da nossa história. Uma resposta a todas as famílias que perderam seus entes queridos para a covid-19.

Faltaram recursos? Não foi o caso. Aprovamos um Orçamento de guerra e garantimos todos os meios necessários, do ponto de vista financeiro e orçamentário, para o enfrentamento da pandemia. Fomos surpreendidos com problemas inesperados? Também não foi o caso, decididamente.

A tragédia que vivemos hoje no Brasil é uma tragédia mais que anunciada. Não faltaram alertas –inclusive de minha parte– de que o caos sanitário que assolou o Amazonas iria se repetir país afora.

Não há justificativa para a falta de medicamentos e insumos, para a crise de abastecimento dos kits de intubação. Por que não tratamos de prevenir o problema, usando aviões da FAB para trazer e distribuir esses kits?

Mas nada se compara ao erro primário da falta de programação, de disposição e espírito público na compra das vacinas.

No mundo inteiro, a notícia da descoberta da vacina fez com que o medo desse lugar à esperança. Mas no Brasil, onde a ciência foi tantas vezes atropelada pela desinformação, pelo negacionismo e pela irresponsabilidade, o governo se negou a planejar e a negociar  antecipadamente a compra de imunizantes, quando eles ainda estavam disponíveis no mercado global.

Estamos colhendo o que plantamos. Temos uma vacinação a conta-gotas e um abismo assustador entre o número de imunizados e o percentual mínimo necessário para frear o contágio.

A CPI não pode ignorar os tropeços da nossa diplomacia, hoje mais do que nunca fundamental nas negociações para a aquisição das vacinas. Nem pode fechar os olhos para a perda de foco, de tempo e energia com disputas federativas e conflitos políticos completamente inoportunos, alimentados ao longo da pandemia.

A falta de transparência tem sido outro pecado imperdoável. Inúmeras informações sobre o avanço da pandemia ou sobre ações desencadeadas pelo governo simplesmente não vêm a público. Pior: somos bombardeados, a todo tempo, com dados desencontrados por parte das autoridades sanitárias. Previsões sobre a chegada e a distribuição das vacinas mudam a cada dia.

O povo se vê perdido em meio à inexistência de coordenação e de estratégia no combate à pandemia. Hospitais e profissionais de saúde também se encontram desnorteados, sem uma orientação clara de ação, até mesmo em termos de protocolo de tratamento da doença.

Resta salientar que a CPI não tem nem pode ter, de forma alguma, o objetivo de servir de palco político e partidário a quem quer que seja. Vida e esperança são valores que nos unem a todos, independentemente de coloração partidária, classe econômica, raça. São esses valores que precisamos honrar na comissão, ao longo dos próximos meses." 




(Eduardo Braga, MDB-AM, integrante da CPI da Pandemia, é Senador da República. "CPI da Pandemia é a resposta que o Brasil precisa" - Poder 360 - Aqui.

Presentemente, enquanto o mandatário-mor continua se dizendo 'tranquilo' e garantindo que não está nem um pouco incomodado diante dos acontecimentos e perspectivas, ao menos o atual Ministro da Saúde falou amistosamente à Organização Mundial da Saúde, ainda que tentando dourar a pílula, como se dizia no século passado. E silenciando quanto à ultrapassagem da marca de 400 mil mortos por covid19).

FLAGRANTE DA VIDA REAL


Genildo. 
................
.Bom Dia 247 (30.04) - Attuch / Dafne / Carvalho / Solnik / PML:
400 mil mortos - e sem vacina ......................................... Aqui.

ENQUANTO ISSO, EM ALGUM LUGAR DO PASSADO RECENTE


Benett.
................

- Doutor, eu me sinto chocado com o meu País.
Trezentos mil mortos! Isso é algo inominável!!

- De fato, trata-se de algo inominável - mas você
se equivocou: chegamos a trinta mil mortos.

- Santo Deus! Onde estou, doutor, para cometer
tamanho disparate?! Claro que são 30 mil. Afinal,
300 mil já seria a hecatombe execrável, o fim da 
picada, o desastre absoluto, enfim, o descalabro
dos descalabros!

quinta-feira, 29 de abril de 2021

ELES DISSERAM E/OU CANTARAM

.
(29.04)


.Otis Redding:
'Sittin' on the dock of the bay' ............... Aqui
................
.Leslie Gore:
'You don't own me' - (1963) .................. Aqui.
............... 
.Brenda Lee:
'The end of the world' - (1963) .............. Aqui.


.Brasil 247:
Pepe Escobar: a lei da selva na 
geopolítica e a guerra das vacinas ........ Aqui.

.DCM ao Meio Dia:
Kakay X Mainardi: contribuinte
paulista paga cachorro que morde
convidados na TV Cultura ...................... Aqui.

.Galãs Feios:
Militares abrem o berreiro com CPI ...... Aqui.

.Reinaldo Azevedo:
O É da Coisa ............................................ Aqui.

.Boa Noite 247:
Com 400 mil mortos, governo do 
Brasil entra para a história .................... Aqui.

.Luis Nassif:
O negócio das vacinas / Guerra de
patentes na guerra contra covid ............ Aqui.

.Click Política:
Globo anuncia reunião importante
de Lula em Brasília ................................. Aqui.
Malafaia recebe má notícia e
ataca todo mundo ................................... Aqui.

.Leonardo Stoppa:
Esquerdão News ..................................... Aqui.

.O Essencial:
Renan Calheiros diz que somente 
'aliados do vírus' devem temer CPI ........ Aqui.

.Aquias Santarem:
Guedes em baixa; Lewandowski 
'afronta' bolsonaristas ............................ Aqui.

.Paulo A Castro:
O caos Brasil: 400 mil vidas perdidas ... Aqui.

.................
.Marco Menelau:
Conheça o mineral que 
transformou minha vida ........................ Aqui.

PARTIU MICHAEL COLLINS, O ASTRONAUTA 'ESQUECIDO' DA APOLLO 11

.
Vá Com Deus


Dave Whamond. (Canadá). 
................
Collins fez parte da primeira missão do homem à lua, mas, ao contrário de Neil Armstrong e Buzz Aldrin, não saiu do módulo espacial. Ele tinha 90 anos. Nasa afirma que ele foi um "verdadeiro pioneiro".

"(...) Collins ficou sozinho pilotando o módulo lunar por mais de 21 horas. Ele perdeu contato com o controle da missão em Houston todas as vezes em que a espaçonave circundou o lado escuro da lua.

'Desde Adão, nenhum humano conheceu tanta solidão quanto Mike Collins', registrou o diário da missão, referindo-se à figura bíblica.(...)."

(Para continuar, clique Aqui).

MINISTRO CONFESSA QUE SE VACINOU 'ESCONDIDO'


Adnael. 
................
.Bom Dia 247 (29.04) - Attuch / Dafne / Solnik / PML / Cruvinel:
Esquemas de militares na mira da CPI da Pandemia ............ Aqui.

'CONGRESSO DOS MESMOS' DE HOJE REMONTA AO PERÍODO COLONIAL


"Em 'A Criação do Brasil (1600-1700)', conto que no século 17 as vilas brasileiras eram administradas pelas câmaras de vereadores, que funcionavam como um Congresso local –e qualquer semelhança com o Congresso de hoje não é mera coincidência. Na prática, serviam aos grandes proprietários de terra, a aristocracia que formava a elite da época, para defender, proteger e estimular seus interesses,

Na Câmara de São Paulo, por exemplo, onde se organizavam as bandeiras, eram eleitos personalidades como Fernão Dias Paes Leme, que tinha em Santana de Parnaíba uma fazenda com 5 mil escravos índios e era um dos homens mais ricos do império português. A ponto de ter pouco se interessado quando o imperador encarregou-o de procurar as esmeraldas que o celebrizaram –falsas e metidas num lugar pantanoso e insalubre, que no final, quando ele finalmente resolveu atender ao monarca, lhe custou a vida. 

Nas câmaras, os vereadores mudavam, mas sempre entre os mesmos. Eram elegíveis apenas os “homens bons”, indicados pela Coroa, que eram os latifundiários, primeira leva da aristocracia rural brasileira.

Esse sistema servia à representação da Coroa na colônia, mas na prática preservava os interesses da elite local –e acabou se replicando ao longo dos séculos. Atravessou todo o período colonial, entrou pelo Império, passou para a República e existe ainda hoje, num sistema político e partidário feito para a eleição sempre dos mesmos.

Essa rede de perpetuação da casta, que dificulta a renovação da política e permite manipular a lei e a administração pública em benefício privado, tem vários gatilhos. Nosso regime político restringe e dificulta a criação de um novo partido. O horário eleitoral e o fundo partidário beneficiam quem já tem poder dentro do Congresso. As concessões de empresas de comunicação vão para políticos. E as verbas que os parlamentares administram abastecem a velha política clientelista e assistencialista.

É um sistema anti-democrático, porque é feito para conservar e proteger quem tem poder, não para renovar a política e obrigar os representantes a agir no interesse coletivo.

O exemplo mais cabal disso foi a aprovação do Orçamento da União em 22 de abril, data-limite para a sanção presidencial. Com a injeção pelo Congresso de um pacote de dinheiro para cevar seu próprio curral, os senadores e deputados nem se incomodaram que a peça orçamentária tenha passado a ferir o limite do teto de gastos, atravessando a estratosfera.

Ao contrário: mantiveram o Executivo na condição de refém. O governo aprovava o pacote, e o presidente Bolsonaro e a equipe econômica se sujeitava às sanções da lei. Cortasse os gastos e teria de enfrentar um bloqueio de projetos no Congresso.

Isso tem nome: chantagem.

No final, chegou-se ao pior dos acordos. O Executivo comprometeu-se a aumentar as despesas se houver alguma folga no Orçamento. Manteve os gastos numa espécie de conta paralela, com tudo para entrar no jogo novamente em breve.

Na prática, o Executivo continua na mão de um Congresso que, pela atitude, no meio da grave crise pandêmica, pensa somente nos seus próprios interesses, virando as costas para a grave crise da nação.

Claro que entre os congressistas existem exceções à velha elite rapinante, mas exceções são a confirmação da regra. Dinheiro é poder, e os deputados exercem, cada um, uma espécie de governo próprio. Com isso, vão replicando o sistema e garantindo sua posição de poder, a ponto de as famílias de políticos se transformarem em verdadeiras dinastias.

É hora de uma mudança histórica, que passa por uma reforma do sistema democrático, capaz de arejar a política brasileira. Caso contrário, continuaremos no atraso. Algo mais grave e urgente agora, não somente por conta da ruína econômica e da pressão social, como pelo fato de que o mundo tecnológico e globalizado anda rápido, o que nos deixa também rapidamente para trás."



 (De Thales Guaracy, artigo sob o título acima - título do post -, publicado no site Poder 360 - Aqui.

"É hora de uma mudança histórica, que passa por uma reforma do sistema democrático, capaz de arejar a política brasileira. Caso contrário, continuaremos no atraso. Algo mais grave e urgente agora, não somente por conta da ruína econômica e da pressão social, como pelo fato de que o mundo tecnológico e globalizado anda rápido, o que nos deixa também rapidamente para trás."

É isso).

AS ÁRVORES DOS FRUTOS ENVENENADOS AO LONGO DO CAMINHO


Rayma Suprani. (EUA). 

quarta-feira, 28 de abril de 2021

ELES DISSERAM E/OU CANTARAM

.
(28.04)


.Os DCMers:
'As Curvas da Estrada de Santos' ....... Aqui.
................
.Jovem Guarda 05:
As 20 Melhores .................................... Aqui


.Peter Liu:
5 dicas para viver melhor o presente   Aqui.
................

.DCM ao Meio Dia:
Bolsonaro tenta acalmar Guedes, 
ataca Lula e volta
a vender cloroquina ............................ Aqui.

.Galãs Feios:
Bolsonaro diz que Antártida 
é do Brasil ........................................... Aqui.

.Live das 5:
Supremo torna réu Daniel Silveira ... Aqui.

.Boa Noite 247:
Anvisa X Sputnik V; Butantan
produz vacina brasileira .................... Aqui.

.O Essencial:
CPI da Pandemia: Governo recorre
ao STF contra Renan ......................... Aqui.

.Aquias Santarem:
O pavor de Carluxo diante da CPI .... Aqui.

.Paulo A Castro:
Deputado governista vira réu .......... Aqui.
PGR abre investigação sobre Deltan  Aqui.
Fachin oficializa fim do caso Triplex Aqui.

................
.Alô, Ciência!:
Quando a pandemia covid 
vai acabar? ......................................... Aqui.
.Átila Iamarino:
Kit covid não funciona e faz mal ....... Aqui.

REVISTA CIENTÍFICA NATURE AFIRMA QUE BOLSONARO PROVOCOU UMA 'CRISE ÉPICA DE SAÚDE PÚBLICA'

.
Reportagem da revista científica Nature comparou postura de Bolsonaro à do seu guru, o ex-presidente dos EUA, Donald Trump


No 247:
A revista Nature, uma das publicações científicas mais prestigiadas do mundo, diz em reportagem que os pesquisadores brasileiro estão frustrados por enfrentarem a pior fase da pandemia de Covid-19 no país, diante do colapso do sistema de saúde pública e das atitudes negacionistas de Jair Bolsonaro. 

O Brasil tem apenas 3% da população global, mas registrou 13% de todos os óbitos por coronavírus, alertou a publicação. A reportagem aponta que Bolsonaro minimizou a pandemia, chamando-a de gripezinha, e afirmou que vacinas eram perigosas.

Bolsonaro foi comparado ao ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump. A revista mostra como ele se opôs à opinião científica desde o início da pandemia, destacando que o ocupante do Palácio do Planalto cortou fundos para as universidades públicas e os ministérios da Ciência e Educação após assumir o mandato, em 2019.

A reportagem destacou que Bolsonaro se recusa a usar máscara facial e não determinou o fechamento de negócios não essenciais, alegando que a medida seria prejudicial à economia. E informa que ele atacou como "tiranos" os governadores que tomaram esta medida, informa O Globo.  -  (Aqui).

................
"...cortou fundos para as universidades públicas e os ministérios da Ciência (e tecnologia) e Educação..."
 
"...não determinou o fechamento de negócios não essenciais, alegando que a medida seria prejudicial à economia."

Desde o início, Bolsonaro avisou que nada entende de economia. E foi bastante claro: a orientação de Paulo Guedes iria guiar as decisões a serem tomadas na área econômica - e assim, ao que se vê, vem sendo.  Diante disso, seria interessante passar a limpo essa questão, determinando o verdadeiro papel de Guedes relativamente às medidas adotadas pelo governo no combate à pandemia; exemplo: auxílio emergencial proposto: o primeiro, de ridículos 200,00, foi triplicado por iniciativa do Parlamento, e o governo teve de endossar, visto que eventual veto seria derrubado. Mas 'se vingou': o auxílio só se manteve até dezembro, certamente por exigência de Guedes, e só recentemente retornou, drasticamente 'minimizado'. E assim por diante.
A CPI da Pandemia deveria aprofundar-se nesse assunto, 'enquadrando' o ministro da economia, se vier a ser o caso.

ENQUANTO ISSO, ÀS VÉSPERAS DA CPI

           (Manaus. Programa A Crítica, sexta-feira passada - Aqui)

Bira. 
................
.Bom Dia 247 (28.04) - Attuch / Dafne / PML / Solnik / Cruvinel:
Renan Calheiros mira Bolsonaro ........................................ Aqui.

O FLAGELO INOMINÁVEL CHEGA À ÍNDIA (II)


Emad Hajjaj. (Jordânia).
................
"Pescar humor na tragédia, missão deprimente."
"Não tenho palavras, amigo, não tenho palavras."

CPI DA PANDEMIA SERÁ 'ANTÍTESE DIÁRIA E ESTRIDENTE AO OBSCURANTISMO NEGACIONISTA E SEPULCRAL'


Máximas do senador Renan Calheiros (MDB-AL)
 extraídas de seu discurso de posse como relator da CPI da Pandemia (27.04.21): 


.“Vivemos o momento mais trágico da nação brasileira".


."Nossa cruzada será contra a agenda da morte e o negacionismo".


."Os inimigos dessa relatoria são a pandemia e os que se aliaram ao vírus e colaboraram com este morticínio". 


."Há responsáveis, há culpados, por ação, omissão, desídia ou incompetência e eles serão responsabilizados. Essa será a resposta para nos reconectarmos com o planeta. Os crimes contra humanidade não prescrevem jamais e são transnacionais".


.“Militares nos quartéis, médicos na saúde!”. 


."Temos uma Constituição terrivelmente democrática" (Contraponto às declarações de Jair Bolsonaro de que pretende indicar alguém “terrivelmente evangélico” para uma vaga no Supremo Tribunal Federal).


."Não foi o acaso ou flagelo divino que nos trouxe a este quadro. Há responsáveis, há culpados, por ação, omissão, desídia ou incompetência e eles serão responsabilizados. Essa será a resposta para nos reconectarmos com o planeta. Os crimes contra a humanidade não prescrevem jamais e são transnacionais. Slobodan Milosevic e Augusto Pinochet são exemplos históricos. Façamos nossa parte".


.(A CPI será...)  "um santuário da ciência, do conhecimento e uma antítese diária e estridente ao obscurantismo negacionista e sepulcral, responsável por uma desoladora necrópole".


.“Não seremos Dallagnol nem Sérgio Moro aqui" ... "Não faremos power point". 


.“Daremos um basta à mentira que sufocou a sociedade brasileira nos últimos tempos".


"O que estamos discutindo aqui é o direito à vida, e não quem é de esquerda ou de direita".

CHINA SOB FOCO PERMANENTE DA MIOPIA BRASILEIRA


Passofundo.

terça-feira, 27 de abril de 2021

ELES DISSERAM E/OU CANTARAM

.
(27.04)


.Tim Hardin:
'If I Were a Carpenter' - (1966) ................ Aqui.
.Ronnie Von:
'O Carpinteiro' - (1967) ............................. Aqui.
................
.Jonny Hepbir Quartet / Sara Oschlag:
'Fly Me To The Moon' ............................... Aqui.


.DCM - Live das 5:
Renan abre CPI falando o que 
deveria ser dito ......................................... Aqui.

.Reinaldo Azevedo:
O É da Coisa .............................................. Aqui.

.Galãs Feios:
CPI pode salvar o Brasil? ......................... Aqui.

.Boa Noite 247:
Começa a CPI da Pandemia ..................... Aqui.

.Luis Nassif:
Começa a CPI mais importante 
da década .................................................. Aqui.

.Leonardo Stoppa / Esquerdão News:
Trucida Renan ........................................... Aqui.

.DCM - O Essencial:
Ministro Ramos diz que se vacinou 
escondido; Guedes chuta a China ............. Aqui.

.Paulo A Castro:
Pagando com a vida as loucuras
do governo brasileiro ................................ Aqui.

O QUE AINDA ESTÁ POR VIR

.
Recusa inexplicável em adquirir vacinas ofertadas por empresas idôneas (ainda a partir do distante agosto do ano passado - de cara, disse 'não' a 70 milhões de doses), 'Sputnik V' corretamente desaconselhada pela Anvisa, agravamento da situação pandêmica na Índia (demandando vacinas que eventualmente poderiam vir para o Brasil) - e agora o mau vaticínio abaixo. Definitivamente, de uns tempos para cá, nosso País se especializou em embarcar em tempestades perfeitas. Que a CPI da Pandemia aponte algum porto seguro.


"O Pior Ainda Está Por Vir", Diz Epidemiologista Wanderson Oliveira Sobre Pandemia

No 247:
O epidemiologista e ex-secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde Wanderson Oliveira afirmou nesta segunda-feira (26), em entrevista ao "Jornal da CBN", que o pior período da pandemia de Covid-19 no Brasil "ainda está por vir".

De acordo com o especialista, a tendência é que os números de casos e mortes em decorrência da Covid-19 aumentem no país com a chegada do inverno. "A questão é que nós teremos uma probabilidade de uma nova recrudescência da pandemia em meados de 20 de junho, mais ou menos, por causa do inverno. Nós fizemos com que o vírus se comportasse de uma maneira atípica num período que não era esperado ter esse aumento de casos. Se você observar o que foi o verão no hemisfério norte entre junho e agosto de 2020, era daquela maneira que nós precisávamos ter vivido".

Segundo Wanderson Oliveira, nem mesmo a vacinação será capaz de conter um novo pico da doença, visto que o país deveria ter vacinado ao menos todas as pessoas acima de 50 anos até maio. "A vacinação que estamos fazendo é para, em 2022, a gente ter, talvez, um verão muito menos trágico do que tivemos agora. [Para a] imunidade coletiva, nós precisamos ter uma vacinação que atinja de modo homogêneo pelo menos entre 70% e 85% de toda a população. Se eu não posso vacinar as pessoas com menos de 18 anos, a população que pode receber vacina representa em torno de 74%. Eu não creio que teremos essa proporção ainda em 2021, quiçá em 2022".  -  (Aqui).

O FLAGELO INOMINÁVEL CHEGA À ÍNDIA


Nikola Listes. (Croácia). 
................
.Bom Dia 247 (27.04) - Attuch / Dafne / PML / Solnik / Cruvinel:
Sputnik e CPI contra o genocídio ...................................... Aqui.

QUE CHEGUE AO FIM A BATALHA ATROZ!


(...E Que Venha a CPI!)

Vladimir Kazanevsky. (Ucrânia)

UMA MULHER NO HOLOCAUSTO BÓSNIO

.
Radiografia ficcional do massacre de Srebrenica. 'Quo Vadis, Aida?' concorre(u) ao Oscar de filme internacional. A denúncia da selvageria sérvia e da inércia global repercute com agudeza e vitalidade.
................ 
Anote: Um filme imperdível.


Por Carlos Alberto Mattos

A partir de citações bíblicas, a expressão latina "Quo vadis?" (Aonde vais?) adquiriu ressonâncias sobre o caminho que leva ao martírio. Nesse ultradramático filme bósnio, ela se aplica a uma professora que, durante a Guerra da Bósnia, atua como intérprete para as forças da ONU estacionadas na pequena cidade de Srebrenica, então declarada zona internacional segura. Desde a primeira cena de Quo Vadis, Aida?, fica clara a impotência dos capacetes azuis para cumprir sua função de manter a paz e conter o avanço sérvio sobre a cidade.

Aida (em interpretação intensa da atriz sérvia Jasna Djuricic) passa o filme inteiro valendo-se do seu crachá para cruzar as barreiras do acampamento da ONU na tentativa desesperada de salvar seu marido e os dois filhos de uma evacuação que seguramente os conduziria à morte. O massacre de Srebrenica, uma das páginas mais horripilantes da segunda metade do século passado, consistiu no fuzilamento sumário de mais de 8000 homens e meninos sob o comando do general Ratko Mladi%u007, além de estupros seguidos do assassinato de mulheres, em julho de 1995.

A diretora bósnia Jasmila Zbanic não poupa ênfases na caracterização dos militares e paramilitares sérvios, que perpetram uma versão do Holocausto com todos os elementos característicos, exceto a substituição do gás pelas balas. Mas Quo Vadis. Aida? deixa patente também o que mais chamou a atenção do mundo durante aquela guerra, que foi a indiferença internacional perante o genocídio de civis. A tropa holandesa da ONU, mal armada e desabastecida de combustíveis, além de composta em boa parte por jovens intimidados, até insistiu por um ataque aéreo ao exército sérvio, mas não foi atendida. A partir daí, tornou-se virtual cúmplice de um claro plano de extermínio.

Aida vê-se obrigada a traduzir ordens de comando que levariam seu povo para a morte, numa angustiante negociação para salvar sua família. O epílogo posterior aos acontecimentos complementa a figura trágica de uma mulher que sobrevive com a alma estilhaçada.

Um grande esforço de produção foi mobilizado nas filmagens na histórica Mostar (Bósnia e Herzegóvina), com centenas de figurantes e um clima de tensão sem tréguas. Jasmila Zbanic foi responsável por Em Segredo (Grbavica, 2006), outro drama potente sobre mulheres na Guerra da Bósnia. Quo Vadis Aida talvez não ultrapasse os limites de uma radiografia ficcional do episódio. Mas sua denúncia da selvageria sérvia e da inércia global repercute com agudeza e vitalidade.  -  (Fonte: Boletim Carta Maior - Aqui).

O PICA-PAU


."Saraiva: Salles Fez Pseudoperícia e
Legitimou Ação de Criminosos" - Aqui.

(Cartum de Dum).

segunda-feira, 26 de abril de 2021

ELES DISSERAM E/OU CANTARAM

.
(26.04)


.Francis Hime - Especial:
Projeto '80 Homenagens Áureas' .......... Aqui.
................
.Old Songs:
Top Songs Of 1963 .................................. Aqui.   
................
.The Tremeloes:
'Here comes my baby' ............................ Aqui.


.DCM ao Meio Dia:
Senador Contarato conta tudo
na CPI do genocídio ................................ Aqui.

.Galãs Feios:
Bolsonaro se auto-incrimina 
na CPI da Pandemia ............................... Aqui.

.DCM - Live das 5:
Gleen Greenwald diz que chamar
Bolsonaro de genocida é 'estúpido' ........ Aqui.

.Reinaldo Azevedo:
O É da Coisa ............................................ Aqui.

.Luis Nassif:
Trafigura, o maior escândalo da Lava
Jato; Brasil sem dados do censo; a
crise das vacinas contra covid-19 .......... Aqui.

.Leo Stoppa:
Esquerdão News ..................................... Aqui.

.O Essencial:
Bispo de Angola diz o que está por 
trás da expulsão da Record do país ....... Aqui.

.Paulo A Castro:
É Lula ou Bolsonaro: povo não quer
saber de terceira via ............................... Aqui.
MPF fabricou delação contra 
advogados no Rio ................................... Aqui.

FAKE NEWS SEGUEM IMBATÍVEIS


Jota Camelo.

OSCAR 2021: MELHOR FILME LOCAL, MELHOR FILME INTERNACIONAL

.

A Conquista da Diretora Chinesa

O filme 'Nomadland', de Chloé Zhao, levou três estatuetas nas principais categorias do Oscar (melhor filme, melhor direção, melhor atriz) e sai como o grande vencedor da noite, na primeira edição da premiação que acontece durante a pandemia.

A diretora chinesa ainda fez história como a primeira asiática a ganhar uma estatueta de melhor direção. Ela também foi a segunda mulher premiada na categoria em 93 anos de prêmio (Kathryn Bigelow levou em 2010 por "Guerra ao Terror").

Destaque também para a protagonista Frances McDormand, que também fez as vezes de produtora do longa. A atriz idealizou o filme depois de ler o livro homônimo de Jessica Bruder e convidou Chloé Zhao para roteirizar e dirigir "Nomadland". Com o trabalho, levou para casa o quarto Oscar da carreira.

O melhor filme do Oscar 2021 estreia oficialmente nos cinemas brasileiros na próxima quinta-feira (29), informa o UOL.  -  (Aqui).

................

'Druk - Mais uma Rodada' ganha o Oscar 2021 de melhor filme internacional. "...Diretor dedica prêmio para filha que morreu" - Aqui.
(Clique Aqui para conferir os ganhadores do Oscar 2021).
................

Post publicado em 9 de abril:

Um dos cinco indicados ao Oscar de filme internacional, Druk percorre um caminho tortuoso para fugir ao conto moral sobre os males do alcoolismo.


O Álcool Que Falta

Por Carlos Alberto Mattos

Se submetermos a cultura da Dinamarca a um bafômetro, ela talvez seja recolhida a uma clínica de reabilitação. Beber por lá é uma forma de quebrar o retraimento e a frieza social dominantes. O consumo começa bem cedo, como se vê na sequência de abertura de Druk – Mais uma Rodada (Druk), uma competição de jovens estudantes para ver quem bebe mais cerveja e vomita menos correndo em torno de um lago.

Movidos pelo estado meio depressivo de Martin (Mads Mikkelsen), que lhe vem causando problemas na escola e em casa, ele e três colegas professores resolvem testar a teoria do psicanalista norueguês (real) Finn Skårderud, para quem o ser humano nasce com um déficit de 0,05% de álcool no sangue. Iniciam um programa de embebedamento controlado e clandestino, preparando relatórios sobre os "efeitos psicológicos e psicorretóricos". As coisas começam a dar resultado. Na escola, a performance deles melhora, assim como Martin se reaproxima da mulher. Embora estejam decididos teoricamente a não chegar ao alcoolismo, eles se sentem encorajados a ir aumentando as doses e o teor alcoólico.

Para não dar spoiler, limito-me a dizer que o excesso leva a super porres e à autodestruição, ainda que Thomas Vinterberg providencie um final relativamente feliz. É quando Mads Mikkelsen explode numa dança acrobática e catártica que encerra o filme e se tornou o seu ponto mais comentado.

Um dos cinco indicados ao Oscar de filme internacional, Druk percorre um caminho tortuoso para fugir ao conto moral sobre os males do alcoolismo. Vinterberg perdeu a filha de 19 anos num acidente de carro logo no início das filmagens. O roteiro escrito a quatro mãos com seu colaborador habitual Tobias Lindholm pode ter sido influenciado por essa tragédia. A armadilha do vício está colocada, mas Druk não se rende à parábola do farrapo humano. Mostra a conexão social e o estímulo positivo provocado pelo consumo moderado e "terapêutico", como no aluno incentivado pelo professor a beber para vencer o medo do exame. Não se pode tirar qualquer tipo de mensagem retilínea dessa montanha russa de comportamentos e situações.

Vinterberg dirige com a verve costumeira, usando todos os elementos de linguagem para situar as transições entre euforia e prostração, entre a camaradagem meio infantil do quarteto e os reflexos de suas ações no seu entorno social. O filme respira pelo pulmão dos excelentes atores, como é de praxe no cinema dinamarquês desde o Dogma 95. A estética daquele movimento ficou para trás, mas a qualidade da mise-en-scène se mantém no mesmo alto nível.

Um ótimo momento de comédia é um clipe com grandes líderes políticos se pronunciando bêbados, entre eles o clássico Boris Yeltsin, além de Brejnev, Sarkozy e o hilário político belga Michel Daerden.  -  (FonteBoletim Carta Maior - Aqui).

>> Druk – Mais uma Rodada está nas plataformas NOW, iTunes/Apple TV, Google Play e YouTube Filmes