quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

FELIZ ANO NOVO!


Dodó Macedo.

ELES DISSERAM E/OU CANTARAM

 .
(31.12)


.Chuck Berry:
Memphis Tennessee - March, 1972 ............. Aqui.
.Jimmy Dawkins:
Me, My Guitar And The Blues ..................... Aqui.


.Távola Fim de Tarde - Aroeira/M.Paiva:
Retrospectiva em charges ............................ Aqui.

.DCM - Kiko Nogueira:
Nogueira acompanha as notícias
com Vinícius Carvalho ................................. Aqui.

.Boa Noite 247:
Panelaço da Virada! ..................................... Aqui.

.Paulo A Castro:
Juiz afronta STF e nega à defesa de Lula
acesso a documentos de seu interesse .......... Aqui.

AGLOMERAÇÕES FESTIVAS PELO BRASIL: "É SÓ ME INTUBAR!"

.
Flagrantes de festas de fim de ano lotadas com presença de centenas e até milhares de pessoas que não usam máscara, álcool gel e nem mantêm o distanciamento social multiplicam-se nas redes. 
................
Alie-se a essa matéria a notícia de que "Laboratório detecta nova variante do coronavírus em São Paulo" - Aqui - e teremos o cenário propício à tempestade perfeita.
Triste fechar o ano com fatos assim - mas, pensando bem, Drummond estava certíssimo ao refletir sobre a mudança do calendário.  


Na Fórum/247 - Multiplicam-se nas redes sociais 
imagens e vídeos de aglomerações e festas de fim de ano que têm desrespeitado o uso de máscaras e as regras de distanciamento social contra o contágio da Covid-19.

Apesar do Brasil estar atrasado com relação a outros países no âmbito da vacinação e os números mostrarem que os contágios e as mortes por coronavírus estão em franca ascensão, milhares de pessoas estão festejando o final de ano como se nada estivesse acontecendo. Um dos exemplos mais notórios e que tem causado polêmica é a festa promovida pelo jogador Neymar em uma mansão em Mangaratiba (RJ) para 150 pessoas.

Com o objetivo de denunciar e expor essas aglomerações, foi criado no Twitter, esta semana, um perfil colaborativo chamado “Brazil Covid Fest”. A página tenta compilar flagrantes enviados pelos internautas de desrespeito às regras sanitárias contra a Covid-19 Brasil afora.

Entre as situações expostas pelo perfil, estão festas lotadas em Trancoso (BA), Florianópolis (SC), Maceió (AL), Rio de Janeiro (RJ), entre outras cidades.

“Segue a gente, é contagiante”, ironiza a página. Em um dos vídeos postados, uma mulher em uma festa lotada debocha do vírus: “É só me intubar, porra!”. O local do evento em questão não foi divulgado. (...).  -  (Para continuar, clique Aqui).

TRAGIC CARTOON


Dodô Vieira. 

HORRIBILIS CARTOON


Jorge Braga.
................
.Bom Dia 247 (31.12) - Attuch / PML / Blay / Solnik:
Feliz fora Bolsonaro em 2021 ................................................. Aqui.

MUITO CHÃO PELA FRENTE

 
Duke.
................

Por que "Muito Chão Pela Frente"

"O Ministério da Saúde do governo de Jair Bolsonaro ignora há quase seis meses um pedido para que se manifeste sobre o interesse público na importação de seringas descartáveis da China. O Ministério é dirigido pelo general da ativa Eduardo Pazuello. 

A inação do ministro da Saúde em relação à compra de um equipamento essencial como a seringa é uma indicação a mais do desleixo do governo no combate à Covid-19 e um retrato do impasse em que vive o país, que não sabe até agora quando o governo começará a vacinar a população. (...)."

(Parte inicial do post "Sobre o Risco da Falta de Seringas Importadas da China"  -  No Brasil 247Post reproduzido por este Blog em 16.12 - Aqui
Conclusão:
O governo brasileiro fez corpo mole, comportou-se irresponsavelmente, eis o óbvio).

quarta-feira, 30 de dezembro de 2020

ELES DISSERAM E/OU CANTARAM

.
(30.12)


.Louis Armstrong:
St. Louis Blues .......................................... Aqui
.Tuba Skinny:
Jubilee Stomp ........................................... Aqui.


.DCM - Kiko Nogueira:
A tempestade perfeita contra Moro 
no STF + Elba + Neymar .......................... Aqui.

.Boa Noite 247:
Vitória das argentinas com aborto
é vista como barbárie no Brasil ................ Aqui.

.Luis Nassif:
Os últimos capítulos do fim
inglório da Lava Jato ................................ Aqui.

.DCM - O Essencial - Kiko Nogueira:
Eleito corrupto do ano, Bolsonaro
lamenta mortes de 'crianças argentinas' .. Aqui.

................
.Alô, Ciência!:
Até quanto alguém transmite Covid? ....... Aqui.

BOA SORTE, GAROTO!

 

Paresh Nath. (Índia).

GILMAR IRONIZA MORO E DALLAGNOL: "SE FOREM SÓ CONVERSAS DE ANJOS, NÃO MUDA NADA" (OU: ECOS DA VAZA JATO)

.
Ministro do Supremo Tribunal Federal comentou a decisão que permite que a defesa do ex-presidente Lula tenha acesso às mensagens trocadas por Sérgio Moro e Deltan Dallagnol


No 247 - O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, fez um comentário ácido sobre a decisão da corte que permite que a defesa do ex-presidente Lula tenha acesso às mensagens trocadas por Sergio Moro e Deltan Dallagnol. “Se foram só conversas de anjos, não muda nada”, disse ele.

A decisão, tomada pelo ministro Ricardo Lewandowski, reforça a expectativa de que Moro seja considerado suspeito, o que devolveria ao ex-presidente seus direitos políticos – que foram cassados justamente para que a direita retomasse o poder no Brasil e implantasse um choque neoliberal no País. 

"No entorno de Lula, na advocacia e no próprio STF, uma das leituras é a de que começa a se formar a chamada tempestade perfeita a favor das pretensões do ex-presidente e de muitos dos críticos da Lava Jato e de Sérgio Moro. Recentemente, Cármem Lúcia votou por manter a decisão que exclui a delação de Antonio Palocci da ação em que Lula é acusado de receber R$ 12,5 milhões da Odebrecht", informa a coluna política do jornal Estado de S. Paulo, que também publicou a frase de Gilmar Mendes.  -  (Aqui).

................

Seguindo a verve irônica do ministro Gilmar, este Blog afasta a oportunidade de emitir comentário mais robusto, limitando-se a parafrasear o chavão de um clássico e consagrado cartum inglês: 

"A essas alturas, os anjinhos estão inquietos!"

Ou será que nem tanto, considerando estarem confiantes em que a grande mídia e seus parceiros jurisconsultos podem estar se preparando para mais uma vez passar o pano para os doutos da Lava Jato curitibana?

CORRENDO PARA A 'TÁBUA DE SALVAÇÃO'

 

Randall Enos. (EUA).
................
.Bom Dia 247 (30.12) - Attuch / Constantine / PML / Solnik:
Dilma segue sendo torturada .................................................. Aqui.

A BALSA PARA 2021


Nikola Listes. (Croácia).

ALÉM DA FIOCRUZ, INSTITUTO BUTANTAN RECEBEU DO STF PEDIDO DE RESERVA DE 7 MIL DOSES DE VACINAS

 .
O mesmo ofício foi enviado pelo Supremo às duas instituições, requerendo a mesma quantidade de vacinas (a de Oxford e a Coronavac) para imunizar os servidores. Presidente Luiz Fux disse não saber dos pedidos, mas foi desmentido pelo autor do requerimento


Na Folha/247 - Além de ter tentado reservar junto à Fiocruz sete mil doses da vacinas produzidas pela Oxford para seus servidores, o Supremo Tribunal Federal (que, no caso, 'abrange' também o CNJ) tentou o mesmo junto ao Instituto Butantan, que produz a vacina Coronavac em parceria com o laboratório chinês Sinovac, denunciou a Folha de S.Paulo.

O ofício obtido pelo jornal foi enviado ao diretor do instituto, Dimas Covas, no mesmo dia em que foi enviado à Fiocruz, em 30 de novembro. Nos dois casos, o pedido foi de sete mil doses. 

O presidente do STF, ministro Luiz Fux, exonerou o autor do requerimento, Marco Polo Dias Freitas, alegando não ter conhecimento do pedido. O médico, que era secretário de serviços integrados de saúde do Tribunal, desmentiu o magistrado e disse que “superiores” sabiam do pedido.

Os argumentos do Supremo nos dois requerimentos são similares, segundo a reportagem da Folha. Um deles foi o de que (o atendimento do pedido daria ensejo à) a imunização do maior número possível de trabalhadores de ambas as casas*, que desempenham papel fundamental no país e têm entre suas autoridades e colaboradores uma parcela considerável de pessoas classificadas em grupos de risco.  -  (Nota deste Blog* = A outra casa seria o STJ).

O outro é que a realização da campanha pelo tribunal seria uma forma “de contribuir com o país nesse momento tão crítico da nossa história, pois ajudará a acelerar o processo de imunização da população e permitirá a destinação de equipamentos públicos de saúde para outras pessoas, colaborando assim com a Política Nacional de Imunização”.  -  (Aqui).  

................
Ao que consta, os pleitos foram negados.
Comentário:
Sem comentário.

terça-feira, 29 de dezembro de 2020

ELES DISSERAM E/OU CANTARAM

.
(29.12)


.B. B. King:
The Thrill Is Gone - (2010) ........................ Aqui.
.Sophie Madeleine:
Don't Think Twice It's
All Right (Bob Dylan) ................................ Aqui.


.DCM - Live Das 5:
Kfouri: Festa em plena pandemia mostra
que Neymar é moleque deslumbrado ........ Aqui.

.TV Resistência:
Moro suspeito; Lula busca justiça ............. Aqui.

.Boa Noite 247:
Argentina goleia o Brasil ........................... Aqui.

.Luis Nassif:
Brasil, uma elite sem caráter ..................... Aqui.

.DCM - O Essencial - Kiko Nogueira:
Compra de seringas fracassa ..................... Aqui.

................
.Charles Genehr:
5 locais com maior risco de 
infecção por covid-19 ................................. Aqui.

RUMO À SEGUNDA ETAPA


Fernandes.

SOBRE A DESOMENAGEM A UM TALENTOSO CARTUNISTA

                        (Anos Sessenta: TV Piratini - Porto Alegre:
                        - 'SamPaulo e seus bichões')

ARI (Associação Riograndense de Imprensa) desomenageia SamPaulo

"Quando o SamPaulo faleceu, em 1999, a diretoria da ARI decidiu que o seu tradicional prêmio anual "Charge" receberia o nome de 'Prêmio SamPaulo'.

Nós, da sua família, ficamos imensamente gratos e felizes com a homenagem, que entendemos como uma forma de não esquecê-lo e de apresentar seu trabalho às novas gerações de jornalistas.

Para nossa surpresa, em 2016, o prêmio voltou a chamar-se somente 'Charge'.

Em dezembro de 2017, quando novamente o prêmio não se denominou 'Prêmio SamPaulo', fiz um contato com a ARI via FB e recebi a seguinte resposta do então Presidente, Luiz Adolfo Lino De Souza:

"Prêmios de categorias que levam nome de grandes figuras do nosso jornalismo e companheiros, de sempre, da ARI seguem inalterados. Obrigado pela lembrança e vamos corrigir o erro para outras edições. Mesmo com mudanças na organização precisamos manter a tradição. Obrigado e um abraço"

Mas, nada mudou e o prêmio continuou sendo 'Charge'.

Estamos tristes.

Gostaríamos de saber por que SamPaulo foi desomenageado pela ARI.

Ele sempre prestigiou a entidade e tinha orgulho dos prêmios que conquistou, o primeiro em 1964 e o último, 1998. Obteve o primeiro lugar 16 vezes e 6 vezes o segundo. 

Enquanto viveu, foi o chargista mais premiado."

Eneida Leal de Sampaio (viúva)
Maria Lucia Pereira de Sampaio (sobrinha e editora do blog).

................

Sobre o Cartunista SamPaulo


Paulo Brasil Gomes de Sampaio. Uruguaiana, 1931 - Porto Alegre, 1999.

Iniciou sua carreira em 1954 no jornal porto-alegrense "Clarim", quando adotou o pseudônimo SamPaulo. Desenhou para a Revista do Globo e para os jornais Diário de Notícias, Folha da Tarde, Correio do Povo, Folha da Manhã e Zero Hora. 

Na TV Piratini, dos Diários Associados, teve o programa semanal "Sampaulo e seus bichões", onde desenhava ao vivo.

SamPaulo criou o seu personagem mais famoso, o "Sofrenildo", em 1966, quando foi contratado pela Companhia Jornalística Caldas Junior. De 1984 até sua morte, Sampaulo fez charges diárias para o jornal Zero Hora. Publicou os livros "H,u,m,o,r do 1º ao 5º"; "Como eu ia dizendo...", "De Pedro a Collor", "Os Pecados da Língua", com Paulo Ledur (em 4 volumes), e "Sofrenildo, até um dia", além de ter participado em várias antologias. 

Frequentador da noite porto-alegrense, com um grande círculo de amigos, morreu às vésperas do carnaval de 1999 e foi sepultado ao som do surdo da escola de samba "Imperadores".  -  (Perfil transcrito do blog de Sampaulo  -  Aqui).

....

SamPaulo. (Anos 60).
................
Que a Associação Riograndense de Imprensa volte a honrar a memória do grande SamPaulo.

NESTA DATA, ARGENTINA DÁ INÍCIO À VACINAÇÃO COM 300 MIL IMUNIZANTES!


Adnael.
................
.Bom Dia 247 (29.12) - Attuch / PML / Auler / Blay / Solnik:
Moro suspeito, Lula de volta ................................................. Aqui.

A GRANDE ESCAPADA

 
                             (Olhem!! É a luz no final!! Será?!!)

Jeff Koterba. (EUA).

"SOBREVIVER, NESTE MOMENTO, NÃO É POUCA COISA", DIZ O PSICANALISTA CHRISTIAN DUNKER

.
“'Sobrevivemos' significa não só se manter respirando, mas sobrevivemos psiquicamente, sobrevivemos com os nossos contatos, com os nossos amores, com as nossas amizades e, principalmente, com os nossos sonhos."
................
Bem-aventurados aqueles que, ao fim e ao cabo, alcançarem a graça de poder dizer isso!

                 
(O psicanalista Christian Dunker)

Por Cristiane Sampaio

Por Descoberta de um novo vírus, restrições de convivência social, confinamento, solidão, autodesenvolvimento, práticas de solidariedade, descompromisso com as medidas sanitárias, apatia moral ou trabalho voluntário. Como você teceu sua jornada ao longo deste ano? E como sobreviveu a este tão singular 2020? Qual o seu acervo pessoal ao final desta travessia?

Para o psicanalista e professor do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo Christian Dunker, o saldo do ano não é homogêneo, variando conforme as condições materiais e psíquicas de cada um. E sobreviver, neste momento, “não é pouca coisa”, diz ele.

“Significa não só se manter respirando, mas sobreviver psiquicamente, sobreviver com os nossos contatos, amores, amizades e, principalmente, com os nossos sonhos”, explica o professor.

Para um ano de tantos novos desdobramentos e surpresas, altos e baixos pessoais ou coletivos, o que fica agora é o entendimento de que, “apesar da dor”, há também o que se comemorar neste ponto da trajetória. É o que afirma Dunker, ao refletir sobre o comportamento humano.

“Na psicanálise, a gente não concorda com essa ideia de que o ano bom é um ano feliz em que a gente não sofreu e no qual tudo foram as mil maravilhas. O sofrimento faz parte da vida”, argumenta.

Dunker conversou com o Brasil de Fato sobre esse e outros aspectos que cercam este 2020 de tantos desafios coletivos, e aconselhou: “O importante é ver como nós conseguimos viver profunda e criativamente o sofrimento e também a felicidade”.

O psicanalista refletiu ainda sobre diferentes questões, como o medo, a angústia, os demônios internos de cada um e os eventuais refluxos que podem surgir posteriormente a partir de experiências psíquicas densas e sequelas psicológicas deste momento de pandemia. Também destacou as dimensões que fazem da conjunção entre vida pessoal e vida profissional uma esquina de difícil administração nestes tempos em que a boa saúde mental mais parece artigo de luxo.

Confira a seguir os principais momentos da entrevista.

Brasil de Fato: Este foi um ano em que muitos de nós ficamos em isolamento. Tem muita gente que, infelizmente, perdeu alguém querido para a covid-19, muitos de nós passamos mais tempo nas redes sociais justamente em virtude desse confinamento, o país vive um problema político de ordem sistemática – inclusive, em meio a uma duvida sobre se vai ter vacina, se não vai ter vacina, o que aumenta muito a nossa ansiedade. Cada vez mais, vemos psiquiatras, psicólogos e outros profissionais falando sobre a necessidade de se atentar para os desequilíbrios de ordem emocional e mental. O senhor acha que, com tudo isso, o ano de 2020 deixa alguma espécie de saldo preocupante em termos de saúde mental da nossa população?  

Tem consequências, sim, pra saúde mental e, como é algo muito afetado pelas questões sistêmicas – clima, trocas econômicas, relações familiares –, a gente pode dizer que o impacto não é homogêneo. Há pessoas que melhoraram, que encontraram nessa nova forma de mundo uma espécie de abrigo, de proteção contra situações de autoconflito, mas a regra, o conjunto da obra sugere que é um ano que vai deixar marcas em termos de sequelas psíquicas para os anos vindouros, não só para os próximos momentos desta travessia.

Mas, considerando os estudos que se tem sobre os efeitos da quarentena, a gente sabe que eles podem gerar estresse pós-traumático, retornos depressivos às vezes anos depois do que aconteceu. É uma mutação que deve interferir, por exemplo, na interpretação do espaço pessoal, da distância física e psíquica que a gente guarda em relação aos outros.

É uma transformação que, por exemplo, instala a suspeita, o medo de contágio, assim como levanta a raiva, a indignação diante daqueles que não tomam as providências de proteção para todos nós, aqueles que veiculam notícias, humores e atmosferas paranoicas ou de incerteza. São efeitos que vão ficar com a gente porque eles interferem, criam marcas de memória, de história que vão acompanhar essa tramitação do sofrimento pelo qual a gente passou este ano.

O medo se destaca como um sentimento muito presente neste momento coletivo que a gente vive – medo de perder alguém, medo de adoecer, medo de perder o emprego e se ver sem perspectiva, etc. O senhor fala um pouco sobre esse sentimento no seu recente livro “A arte da quarentena para principiantes”. O medo pode ser considerado uma reação natural a uma situação nova da vida, como esta atual?

Natural, esperada e, quando não vem, a gente se preocupa. A gente está diante de um perigo real e uma característica deste perigo é que ele é invisível. A gente sabe que tem um vírus, mas a gente não tem a imagem muito bem delineada e, portanto, a gente não consegue localizar exatamente onde está, como está, se ele vem nas compras, se vem num aperto de mão ou num abraço.

Esse caráter invisível, intangível do vírus atrapalha para que a gente mantenha o medo dentro dos seus limites e dentro da sua função. O medo, como todas as emoções, tem uma utilidade. Ele serve pra gente detectar o nível de periculosidade, perceber bem o objeto que causa esse perigo e nos instilar a agir, seja no sentido de atacar, seja no sentido de recuar e se proteger em relação àquele perigo.

Então, o medo é uma instância, no fundo, de colocação da inteligência, da informação, de juízo, de apreciação da realidade da situação. Isso é muito importante a gente ter, ainda que certas pessoas estejam, em geral, brigando com a condição do medo. São aquelas pessoas que sentem assim “eu não posso ter medo porque ter medo é uma fraqueza, revela que eu sou uma pessoa vulnerável” ou então “eu vou atacar esse afeto, eu vou me impedir de ter esse afeto”.

Aí a gente já tem o nascimento de certos negacionismos e de uma atitude tola, que é aquela que vai ignorar, que vai dizer assim ‘eu tenho, no fundo, tanto medo, tenho tanta inépcia pra enfrentar o medo ou eu não consigo reconhecer o medo, que eu passo por cima dele, eu finjo que não há nenhum objeto de perigo, eu nego a realidade’.

O que tende a acontecer aí é que aquele medo que é negado vai fazer cócegas, vai ativar um outro tipo de ‘medo’, vamos pôr agora entre aspas, que é o medo das nossas fantasias, das nossas experiências íntimas, dos nossos quartos secretos, dos nossos estrangeiros que nos habitam. E esse medo a gente chama de “angústia”.

Então, muito frequentemente, o trabalho de elaboração da realidade pela via do medo vai se assoreando, vai se complicado, vai ficando mais pesado e vai esgotando as energias físicas das pessoas porque ele se entranha com a angústia.  E a angústia não se resolve com você olhando melhor pra um objeto, se informando melhor sobre ele, decidindo atacá-lo ou então fugindo.

A angústia requer outro tipo de prática porque diz respeito a quê? Às nossas fantasias, diz respeito a como é que nós estamos olhando pra nós mesmos, como é que nós conhecemos nossos demônios, como é que nós enfrentamos aquilo de que a gente não quer saber e nós mesmos.

E isso que volta neste momento junto com o medo, provocando uma série de transtornos. A angústia, quando volta, pode tornar a gente irritado, violento, mais propenso ao consumo de álcool e outra substâncias psicotrópicas, pode tornar a gente mais inclinado a impulsões, compulsões, reatividades, enfim, e desencadear novos sintomas, aí, sim, transtornos psíquicos propriamente caracterizados.

Diante deste contexto que temos vivido, com tanta gente falando sobre isso, inclusive pacientes e pessoas em tratamento trabalhando esses aspectos da vida, o senhor acha que nós passamos a olhar com mais cuidado para a nossa saúde mental este ano ou estou enganada?

Acho que sim, houve uma consciência mais clara porque a saúde mental das pessoas saiu muito abalada. Então, a gente tem que reconhecer o esforço dos meios de comunicação, das redes sociais, das redes de solidariedade que pautaram a importância de a gente cuidar da nossa vida psíquica durante este tempo.

Isso no Brasil, mas também fora do Brasil, é uma preocupação que pega carona, digamos assim, numa preocupação já antecedente com a saúde mental especialmente nas grandes metrópoles, que já vinha caótica, que já vinha com números crescentes de depressão, ansiedade e suicídio, mas que agora adquiriu, então, um novo impulso e uma nova valência.

A importância de cuidar da saúde mental ficou escancarada na prática, com as pessoas tendo que se haver com conflitos que são, em geral, geradores de sofrimento – entre pais e filhos presos dentro de casa, entre maridos e mulheres, entre cônjuges em geral, entre empregados e trabalhadores.

Ou seja, todas as situações que habitualmente são atravessadas por conflitivas tiveram essas conflitivas, em geral, intensificadas. Quando a gente aumenta o nível de conflito, a gente aumenta o nível de demanda para o trabalho psíquico, pra manter um certo nível de salubridade ou de sobrevivência psíquica.

Alguns se saíram melhor do que outros nessa tarefa. Alguns tiveram também mais apoio, mais escuta, mais compartilhamento de afetos, mais coletividade, mais reconhecimento de limitações, mais recursos que outros. E aí eu estou falando de recursos psíquicos, simbólicos, não só materiais.

Estamos vivendo um novo tempo. O vírus está aí, ele não foi embora, apesar de muitos ignorarem as recomendações sanitárias e o alto número de mortes no país, e temos a necessidade de conviver com algo que a gente não vê, materialmente falando, e que ainda pode tirar muitas vidas e potencializar este momento difícil em termos de política e saúde mental coletiva. Pra encerrar a entrevista, eu lhe pergunto: como dar sentido a este novo tempo e, claro, sobreviver, pra enfrentar 2021?   

Essa palavra que você usou é muito feliz, “sobreviver”. De uma forma ou de outra, podemos começar esta conversa lembrando que sobrevivemos. Não é pouca coisa. “Sobrevivemos” significa não só se manter respirando, mas sobrevivemos psiquicamente, sobrevivemos com os nossos contatos, com os nossos amores, com as nossas amizades e, principalmente, com os nossos sonhos.

É um momento difícil, mas é um momento que tem um passado às nossas costas e a gente olha pra frente e pode contar com uma espécie de bônus que foi criado pela própria travessia. Esse bônus, pra uns, é maior; pra outros, é menor.  Houve aquele que, debaixo do cobertor, ficou esperando isso tudo passar. Teve outro que abriu a janela do seu sofrimento para o coração alheio, que foi fazer uma quentinha, foi trabalhar ajudando o pessoal em saúde publica.

Resultado: a gente tem também aqueles que formaram, nesse percurso, também um certo acervo de solidariedade, um certo acervo de relações, um certo acervo cognitivo, aqueles que se dedicaram a usar a cultura, os livros, as experiências anteriores pra fazer frente a essa experiência que a gente estava enfrentando agora, as famílias que se reorganizaram pra cuidar de filhos pequenos, pra cuidar de pessoas idosas, pessoas que se reuniram pra mitigar o luto de tantas famílias que perderam pessoas.

Ou seja, há muita coisa positiva neste ano, apesar da dor, do sofrimento, da pena, há muita coisa positiva. Na psicanálise, a gente não concorda com essa ideia de que o ano bom é um ano feliz e que a gente não sofreu e no qual tudo foram mil maravilhas. O sofrimento faz parte da vida, ele vai se impor de uma forma ou de outra e o importante é ver como nós conseguimos viver profunda e criativamente o sofrimento e também a felicidade.  -  (Fonte: Brasil de Fato - Aqui).

segunda-feira, 28 de dezembro de 2020

UM POUCO DE OTIMISMO POR FAVOR, MALGRÉ TOUT (II)


Lute.

ELES DISSERAM E/OU CANTARAM

.
(28.12)


.Louis Prima:
Just a Gigolo ............................................. Aqui.
.Chuck Berry:
C'est la Vie ................................................. Aqui.


.DCM - Kiko Nogueira:
Os cúmplices de Neymar ........................... Aqui.
Vacinas: Dilma Rousseff rebate
Bolsonaro por ataque a laboratórios ....... Aqui.

.Boa Noite 247:
Mundo vacina, Brasil vacila ..................... Aqui.

.Luis Nassif:
Wikileaks traz mais luzes sobre 
privatização da Vale .................................. Aqui.

.DCM - O Essencial - Kiko Nogueira:
Pfizer desiste do Brasil e Gilmar quer
julgar suspeição de Moro em fevereiro .... Aqui.

.Paulo A Castro:
Um notável feito de Lula no STF
contra Moro e parceiros ............................ Aqui.

ASTRAZENECA ANUNCIA 100% DE EFICÁCIA CONTRA FORMAS GRAVES DE COVID-19 EM VACINA DESENVOLVIDA COM OXFORD

.
Após novos estudos, o CEO da farmacêutica britânica AstraZeneca, Pascal Soriot, anunciou uma “fórmula vencedora” para sua vacina contra a Covid-19
................
Como é sabido, o Brasil tem parceria fechada com uma farmacêutica (AstraZeneca/Oxford) e um consórcio (Covax Facility), e firmou intenção de compra ou está em tratativas com outras seis empresas (Pfizer/BioNTech, Janssen, Coronavac, Bharat Biotech, Moderna e Sputnik) - (Aqui). Relativamente à Pfizer, que requer temperatura de 70 graus negativos, o governo ainda está realizando levantamento da quantidade/disponibilidade  de super freezers no País! Ou seja, o ex-ministro Nelson Tech está correto ao dizer que o Brasil deixou de cumprir a contento os seis requisitos básicos na política anti pandemia, entre os quais se destacam a estratégia e o planejamento. Enquanto isso, mais de trinta países deram início à vacinação. Estariam todos agindo irresponsavelmente, conforme sugere o Governo?


No
247 - Após novas pesquisas, a farmacêutica britânica AstraZeneca afirmou ter encontrado uma suposta “fórmula vencedora” para sua vacina contra a Covid-19. O grupo produz um imunizante contra a doença causada pelo novo coronavírus junto à Universidade de Oxford e deve se pronunciar sobre os novos estudos nos próximos dias.

O CEO da farmacêutica, Pascal Soriot, disse que o imunizante garantiu "proteção de 100%" contra formas graves de Covid-19, em entrevista ao jornal Sunday Times. "Acreditamos ter encontrado a fórmula vencedora e como alcançar uma eficácia que, com duas doses, é tão alta quanto as outras", declarou.

Em comparação com as vacinas da Pfizer/BioNTech e da Moderna, que segundo os índices apresentados apresentam eficácia de 95% e 94%, respectivamente, a vacina da AstraZeneca/Oxford apresentou eficácia média de 70,4% em testes clínicos.  -  (Aqui).

UM POUCO DE OTIMISMO POR FAVOR, MALGRÉ TOUT!


Duke.
................
.Bom Dia 247 (28.12) - Attuch / Solnik / Altman / PML:
2021 será o ano da inflação? ................................................ Aqui.

À ESPREITA


Bruce Plante. (EUA).

domingo, 27 de dezembro de 2020

JORNALISTA FLORESTAN FERNANDES: "MORO AGORA SÓ QUER SABER DA SUA BUFUNFA"

.
O jornalista disse que “sempre que eu escuto o nome desse juiz do Paraná eu tenho náuseas. Moro sempre foi um alpinista”. 


No 247
O jornalista Florestan Fernandes Júnior comentou no programa Bom Dia 247 deste domingo (27)  -  Aqui  - sobre as palestras que Sergio Moro presta à corretora XP Investimentos. Na visão do jornalista, o ex-juiz, que irá morar nos EUA, “Depois de fazer tanto mal ao país, só quer saber de sua bufunfa”. 

“Peguem as fotos dele no passado, sempre bajulando Michel Temer, postando fotos com Aécio Neves. Sujeito interessado no poder e no dinheiro, aliás, assim como toda a força-tarefa da lava jato”, completou. 

Responsável pela quebra das maiores empreiteiras nacionais por meio da Lava Jato, o ex-juiz Sergio Moro foi contratado pela XP Investimentos para realizar uma palestra patrocinada para 15 clientes exclusivos da corretora. O evento teria acontecido dias atrás. A informação é da coluna do jornalista Lauro Jardim, no jornal O Globo. 

Neste ano, quando ainda ocupava o cargo de ministro da Justiça, Moro já havia feito ao menos uma palestra para os investidores da empresa. Além dele, o ministro da Fazenda, Paulo Guedes, e outros integrantes do governo Jair Bolsonaro também participaram das palestras promovidas pela corretora.  -  (Aqui).

................
É imprescindível dizer que o ex-juiz e ex-ministro comandou o processo que culminou na prisão do ex-presidente Lula, então candidato à Presidência nas eleições de 2018, ocupando o primeiro lugar nas pesquisas. Flagrantemente ao arrepio da Constituição Federal, as ações contra o ex-presidente, notadamente a sentença condenatória, mereceram a veemente contestação de mais de 200 juristas do Brasil e do mundo (o sr. Moro chegou ao ponto de apontar, como causa da prisão, a prática de "atos indeterminados", quando a Lei impõe a completa subsunção do ato alegadamente criminoso ao tipo penal previsto no Código Criminal: o ato de ofício, por exemplo). Vale lembrar que 'repousa', na Segunda Turma do Supremo, Habeas Corpus de autoria da defesa do ex-presidente pleiteando a 'decretação' da suspeição de Moro, que, aliás, já tem ocupação generosamente remunerada nos EUA: vai ser diretor de empresa que cuida da administração do 'ajustamento' (compliance) de corporações massacradas pela Lava Jato, a exemplo da Odebrecht. No exercício do honorável ofício, o ex-juiz auferirá algo em torno de R$ 700 mil, anualmente. Ou seja, na prática, não necessitaria de bufunfa adicional, mas fazer o quê, né?, se a XP resolveu dar uma forcinha?

ELES DISSERAM E/OU CANTARAM

.
(27.12)


.Louis & Ella:
Dream A Little Dream Of Me ..................... Aqui.
.The Chordettes:
Lollipop & Mr. Sandman ............................ Aqui.


.DCM - Superlive de Domingo:
Argentina inicia vacinação na terça-feira;
o povo brasileiro espera indignado 
(Marcos Caseiro/Naomar de Almeida) + 
Feminicídio (Luiza Eluf) .......................... Aqui.

.Boa Noite 247:
Bolsonaro agora diz ter pressa .................. Aqui.

................
.Olá, Ciência!:
Vitamina D x Covid-19 ................................ Aqui.