terça-feira, 10 de agosto de 2010

CENTENÁRIO RACHEL (II)


Em vista do centenário de nascimento de Rachel de Queiroz (17.11.1910-04.11.2003),  foram lançadas duas coletâneas de crônicas, um livro de ensaios de críticos sobre a obra e uma biografia, em forma de diário, para o público juvenil.

O lançamento das obras ocorreu durante a Bienal do Livro no Ceará (abril passado) em Quixadá, no sítio 'Não Me Deixes', aconchego de Rachel. 

O livro de ensaios traz textos de Luís Bueno, autor de "Uma História do Romance de 30", Heloisa Buarque de Hollanda e Nélida Piñon, que assina a apresentação. A autora de "Aprendiz de Homero", que ganhou o prêmio cubano Casa de las Americas, lembra que, no início de sua carreira, deu seu texto para Rachel examinar.

Já as coletâneas trazem crônicas (inéditas em livro) escritas entre os anos de 1920 e 1980, nas quais Rachel aborda temas variados de política, cultura e literatura. Um dos volumes se chama "Do Nordeste ao Infinito" e trata especificamente das origens da escritora.

2 comentários:

Netto de Deus disse...

Grande Dodó, a internet me botou em contato com uma "rapaziada" boa de Floripa que gostaram das caricaturas e já me mandam capas de livros pra serem feitas com o "padrão gráfico do piauiense". A outra boa notícia é que farei o roteiro do jornalista campomaiorense Abdias Silva para Porto Alegre: fui convidado para fazer uma exposição de caricaturas de escritores gaúchos, paralela ao lançamento do livro de um poeta da terra (J B Vidal), que tem capa minha. Digita aí PALAVREIROS DA HORA.
Vida que segue - João Saldanha

Dodó Macedo disse...

Bola pra frente, amigo. Vou dar uma geral no palavrasnovaspalavras (novo endereço do site).
Um abraço.