segunda-feira, 10 de agosto de 2009

VANDO DO TROMBONE, 33





Quinta-feira passada, no Espaço Trilhos (agora Grupo Harém), comemoramos os trinta e três anos de Vando Barbosa, o Vando do Trombone, do Trombone e Cia.

Na foto ao alto, a família Vando: a mulher, Daiane, o filho Ewerton (há mais dois), a sobrinha Raíssa e dona Maria, mãe do trombonista.

Na segunda foto, Vando recebe a pajelança da galera. Entre outros, Fred (do Clube do Choro de Brasília), Poeta William Soares, Vilma Barbosa (irmã do homenageado) e Laurinha.

Na fotinha, Vando, emocionado, cercado por seus queridinhos. Ao fundo, o Trombone mandava bala com chorinhos, sambas e que-tais.

Eu e o velho amigo Poeta William caprichamos na cerveja, juntando nossas vozes à do povo, que desejou sucesso total para o grande Vando.

Parabéns, professor!

4 comentários:

Kenard Kruel disse...

não se faz mais comprade como antigamente. eu, mais uma vez, por fora. mas, deixa estar, jacaré!!!!

Anônimo disse...

Compadre,
A Vilma, irmã do Vando, foi quem me informou acerca do chorinho e do niver do virtuoso trombonista. O aviso foi dado na própria quinta-feira. Não lembrei de ligar procê. Mas você deve lembrar que há poucos dias lhe avisei sobre um outro aniversário - ao qual você não compareceu!

Mas não esquente, não. Vou organizar com Zé Elias uma cervejada pra comemorar o meio século de um sujeito meu amigo e compadre pra lá de competente e bom caráter.
Um abraço, queridão,
Dodó Macedo.

Don Suelda disse...

Dodó: dê um grande abraço no Vando por mim. Eita, trombone! Diz pra ele que eu vou lhe dar de presente um disco dos Skatalites, com Don Drummond, um dos mestres do trombone, que deu o pontapé inicial no ska, que se ouve até hoje por aí.
Forte abraço em todos vocês!

Solda

: disse...

Don, o Vando será informado o quanto antes. Valeu!
Abração pra Vera, você e a turma toda.
Dodó