segunda-feira, 29 de setembro de 2008

ENTREOUVIDOS

- Joaquim Maria Machado de Assis, morto há cem anos.
- O texto dele, atual, respira.
- A escrita é imortal. Especialmente - eu e meus chistes! - se se entende do riscado.
- Ele foi tudo: romântico, em certa fase, realista, noutra, e, sempre, arguto, irônico, com pitadas de humor aqui, ali, acolá.
- Hoje, faria tudo, até quadrinhos.
- Até charges. Charges com texto, que fique claro.
- E Capitu, decifrou-a?
- Pois é, né? Essa ficou. Mas os contos dele é que são os tais. Aliás, tem conto que foi rotulado de conto, mas parece mais crônica. Besteira! O que importa, ao fim e ao cabo, é o texto dele: dez!
- Vamos voltar a ler o Machado. Lembremos do Nelson Rodrigues: bom, mesmo, é reler!
- Isso. Grande Nelson. E longa vida a ambos!

ENTREOUVIDOS

- A crise é séria, amigo. Sem precedentes. 1929 não chega perto!
- Os EUA em pandarecos, a Europa aflita, a Ásia perplexa... E nós, como ficamos?
- O Brasil se cuidou, cara. Os bancos comerciais brasileiros estão há duas décadas submetidos aos parâmetros do Acordo da Basiléia, adotando critérios duríssimos de alavancagem e concessão de crédito.
- Mas a crise lá fora certamente repercute aqui dentro...
- Claro, claro. O Brasil cumpriu o dever de casa. O Brasil é maior do que o abismo. A questão é que, com essa onda geral de incerteza, nem se sabe ao certo qual o tamanho do abismo.

domingo, 28 de setembro de 2008

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

ANIVERSÁRIO DE ALBERT PIAUÍ


Um brado ecoa desde Luzilândia, de onde partiu há mais de quarenta anos, e paira sobre Teresina, louvando a amizade:

Parabéns, compadre Albert, por seu aniversário!


P.s.: O "Álbe", da ilustração, é uma homenagem à Marisa, que é assim que ela chama o menino.

terça-feira, 23 de setembro de 2008

ROTA DO BEIJA-FLOR


MENINOS ENFEITAM O CÉU
COM PIPAS
FESTA DE CORES

VEM DA FOLIA DOS VENTOS
UM CHEIRO ALEGRE
DE INFÂNCIA


("Folia dos Ventos", uma das belezas de A ROTA DO BEIJA-FLOR, Edições Bagaço, 46 páginas, lançado no Salão do Livro do Piauí 2008, oferecido a Zoely, "companheira de sonho", prefácio de Cineas Santos, autoria de William Melo Soares, caro amigo e grande Poeta, menino que sabe correr o risco de ser feliz, visto que plenamente ciente de que sempre é primavera na rota do beija-flor).

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

VEJA, A SALVADORA

Depois do anúncio da injeção de setecentos bilhões de dólares no sistema financeiro americano, persistem as incertezas e desconfianças entre analistas/economistas americanos quanto à superação do imbróglio, enquanto cidadãos americanos dirigem mensagens aos grandes jornais questionando a destinação de parcela tão vultosa do dinheiro do contribuinte num momento em que os EUA amargam acentuada carência por investimentos em geral, especialmente em infra-estrutura, e as mazelas daí decorrentes. Como se não bastassem os gastos estratosféricos com a invasão do Iraque e investidas por Afeganistão; enfim, para ser mais abrangente, gastos com o famoso "complexo industrial-militar"...

Mas esse negócio de cidadãos e economistas questionarem Tio Sam é irrelevante. Como diria o neo-con, "é deplorável perceber que dentro de nosso próprio país, a América, haja tantos
traidores da pátria, gente míope que se recusa a entender que seus próprios empregos serão preservados exatamente em razão dessa injeção de dólares no sistema..."

Esqueçamos tudo, porém. Esqueçamos as incertezas, esqueçamos que os neo-cons, espertamente, silenciam acerca da falência do Livre Mercado e só ressaltam a "preservação dos empregos".

Vai ver que Tio Sam, no recôndito da camarinha, é assaltado por dúvidas do tipo "well, well, será que no fundo eu não estaria, com essa dinheirama, fazendo o jogo dos especuladores, que encheram as burras nas bolhas, deixando tudo correr frouxo, numa boa, cientes de que, na hora do pega pra capar, apareceria eu, panacão, pra cobrir o rombo?"

Tio Sam provavelmente pararia com esses pensamentos críticos se deparasse com a chamada de capa da revista Veja desta semana, que mostra o destemido mocinho, dedo em riste, olhar de águia americana, a bradar "EU SALVEI VOCÊ!"

"Thanks, Veja!", exclamaria ele, agora, enfim, seguro pacas.

sábado, 20 de setembro de 2008

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

VEJA BEM...

- Aí, chefe, bacana esse seu ar feliz.
- Feliz não. Seria mais apropriado dizer confiante.
- O que mais admiro em você, chefe, é o seu permanente alto astral, o seu inabalável otimismo.
- Pô, cara, a gente tem de ser positivo. Mas, olha só, o tempo urge, preciso fechar a matéria o quanto antes. O tsunami está destroçando o mundo inteiro, cara. Quebradeira generalizada. Conglomerados inteiros indo à bancarrota. Sufoco total. Ainda bem que Tio Sam abriu o cofre e agiu a tempo... Mas, como eu disse, tenho de fechar logo logo a matéria.
- Chefe, tô de saída. Só uma coisa: Tio Sam, com essa intervenção, não matou o capitalismo?
- Besteira! Nossos oponentes queriam o quê, o caos sistêmico mundial? Tolos!
- Legal, chefe. Vai dar uma baita matéria de capa: a grande depressão rediviva!
- Outra besteira, essa sua. Os bancos centrais dos EUA e Europa souberam agir, isso é o que deve ser destacado.
- Chefe, se zangue não, mas como fica o lance dos grampos da ABIN? Fizemos uma baita acusação contra ela e agora a PF divulga laudo mostrando a impossibilidade material, a improcedência...
- Alto lá, o caso não está encerrado. Nossos parceiros da CPI estão exigindo nova perícia, desta feita por órgão isento!!!
- Desculpe, chefe, eu não quis ser grosseiro.
- Tá, tá, tudo bem. Agora tchau!
- Chefe, mas, pra encerrar, me diga: uma nova perícia demanda tempo, até lá prevalecem as conclusões da PF. Como ficamos até lá?
- Veja bem, quantas vezes já saímos incólumes das mais cabeludas enrascadas? Vê se pára de encher o saco ou eu te tsunamizo!
- Tá bom, tá bom, chefe. Veja bem e não enxergue nada: num tá mais aqui quem falou!

terça-feira, 16 de setembro de 2008

PICLES A ESMO


Deus, quando cogita voltar às origens, cai em si.

O nordestino sueco é, antes de tudo, um farto.

Para os escritores calhordas, os fins justificam os epílogos.

Tão velhaco que não pagava nem para ver.

Em casa de desafetos, quem tem boca vai ao impropério.

Minguém é perfeito.

Nossa terra tem palmeiras onde canta a serra elétrica.

No Velho Oeste, quando os capitalistas corriam perigo, os EUA mandavam a Sétima Cavalaria; hoje em dia, quando o capitalismo entra em colapso, os EUA mandam o dinheiro público. Enterrem o coração do Livre Mercado na curva do rio!


segunda-feira, 15 de setembro de 2008

domingo, 14 de setembro de 2008

HAI-KAIS CLEANS


SATIAGRAHA: ENORME DESFEITA
CONTRA CIDADÃOS ACIMA
DE QUALQUER SUSPEITA!

MÃOS LIMPAS? NÃO. SUJAS
BAH, TUTTI BUONA GENTE
USA LUVAS!

DANIEL BÍBLICO NA COVA DOS LEÕES
OUTRO, COM AMIGOS MIL
NOS ALTOS ESCALÕES

PROVADO À SACIEDADE:
GRANDE IMPRENSA FAZ BEM
À IMPUNIDADE

sábado, 13 de setembro de 2008

DO TEMPO DO URSO!

A charge abaixo foi a primeira. O jornal: O DIA. Página "Folha da Mãe Ana", editada por nosso querido Deusdeth Nunes, o Garrinha. O ano: 1975. A Guerra Fria seguia seu curso normal. EUA e URSS digladiavam no solo e no cosmo. Aí tomaram a iniciativa de realizar a primeira missão espacial conjunta, para esperança de uns e ceticismo de outros.
Pô, parece até que foi ontem!

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

PICLES SERELEPES

.Os justos pagam pelos pecadores, mas só os espertos é que abocanham a comissão.

.Os afogados não têm tempo de saber com quantos paus se faz uma canoa furada.

.A vaidade tem razões que a falsa modéstia finge desconhecer.

.Incoerência é exigir-se do expert em jogo sujo a preservação do meio ambiente.

.Boato é reles especulação com mania de disse-me-disse.

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

À LA DRUMMOND

O Monstro Sagrado tinha o rabo preso ao Corrupto-Mor, que tinha o rabo preso ao Leviatã Midiático, que tinha o rabo preso ao Tribuno Ilibado, que tinha o rabo preso ao Escriba Intemerato, que tinha o rabo preso à Analista Impoluta, que tinha o rabo preso à Banca Estabelecida, que tinha o rabo preso ao Especulador Insaciável, que tinha o rabo preso a todo mundo.
E todos procuravam agir articuladamente, buscando, com sutil e absoluto empenho, alcançar um gran finale: impunidade absoluta.
Um deles, espirituoso como sempre, tripudiou: "Ah, ao final, preso, mesmo, só o rabo!"
Instado a respeito, o Futuro Inexorável limitou-se a sorrir enigmaticamente.

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

PICLES CORRUPTOS

.Todos são iguais perante a lei, ressalvadas as impunidades em contrário.

.Na guerra contra a corrupção, não adianta usar bomba de efeito moral.

.Todo homem tem seu preço. Alguns sacaneiam até no troco.

.A ficha limpa de certos corruptos foi comprada a preço de ouro de tolo.

terça-feira, 9 de setembro de 2008

O CONFRONTO

De um lado, corruptos iluminados que jamais haviam admitido, sequer remotamente, a possibilidade de virem a ser presos, mas que, para todo o sempre, passaram a arrastar essa pesada corrente, visto que foram presos, amargaram o xilindró por um, dois, poucos dias, mas estiveram trancafiados, o principal deles chegando à inimaginável deferência de ser contemplado com dois habeas corpus em 48 horas. Nesse mesmo lado, advogados para lá de engenhosos, agentes da mídia coesamente engajados em "melar" o processo e próceres do judiciário se passando por paladinos dos direitos e garantias fundamentais, sob os aplausos e o coro geral de políticos de alto e baixo coturno. Ao fundo, o som lúgubre da máquina de fabricar factóides...
De outro lado, delegados e juízes "sub judice", pressão por tudo quanto é lado, leitores ávidos por informações, recorrendo a blogs e alternando pessimismo e esperança, dependendo da matéria que acabaram de ler...
Peraí, delegados, juízes e leitores, do lado de cá? Leitores limitam-se a ler, até onde sei...
Luta desigual é isso aí!
Mas, seja como for, torçamos pelo lado (aparentemente) mais fraco.

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

4 PICLES

O tempo foi me ensinando: hoje em dia, não acredito em ninguém com mais de trinta biênios.

A expert em culinária escreve certo por lindas tortas.

Todo bisbilhoteiro é homicida: só pensa em matar a curiosidade.

Louvemos a eternidade - enquanto é tempo.

sábado, 6 de setembro de 2008

O velho lobo gaúcho do Rio

Morreu ontem, no Rio, aos 68, o jornalista, professor e escritor Fausto Wolff, autor de "O acrobata pede desculpas e cai" (1966), "O homem e seu algoz" (1998), "O nome de Deus" (1998), "O lobo atrás do espelho: o romance do século" (2000), "A milésima segunda noite" (2006) e "Olympia" (2007). Fausto lecionou literatura na Dinamarca (Copenhague) e na Itália (Nápoles),
e atualmente escrevia coluna no Jornal do Brasil.
O velho lobo gaúcho do Rio, bom de copo, integrava a Banda de Ipanema e o timaço que, em junho de 1969, fundou o "O PASQUIM", o semanário que revolucionou a linguagem jornalística de nossa aldeia.
Adeus, grande Fausto!
(Leia o último texto dele em http://www.olobo.net/)

Eu prometo


A CRISE DE CADA UM

Crise existencial não brinca: o céu fica cinza, falta chão, a angústia toma de conta, o futuro é sombrio, o isolamento se impõe. O cartunista Angeli, da Folha de São Paulo e "pai" de personagens como Rebordosa e Wood&Stock, chegou a (auto)retratar a situação em "Angeli em crise": sujeito (ele) com barba por fazer, olho fundo, puto-a-olhar-o-teto, décimo-oitavo cigarro no bico, a arrotar impropérios monossilábicos, se é que isso é possível. O certo é que a crise existencial é uma lástima sem fim, e todo mundo é refém dela.
Mas eis que surge um fato novo para desmoralizar o paradigma!
O banqueiro Daniel Dantas, titular de dezenas de empresas, lideradas pelo Opportunity (ex Banco Lógica S.A.), foi preso, em companhia de Naji Nahas e Celso Pitta, com base em determinação judicial embasada em inquérito policial que resume a "Operação Satiagraha".
Preso Dantas, "um belo dia" (lembra dos relatos de antanho?) o advogado Nelio Machado, pesaroso, diz que seu constituinte está "em crise existencial, com vontade de desabafar..."
Bastou o anúncio dessa vontade de desabafar para que um turbilhão de acontecimentos se verificasse alucinantemente: afastamento do delegado Protógenes Queiroz, "suspeição" arguida
contra o juiz Fausto Martin de Sanctis, concessão, em 48 horas, de dois habeas corpus ao banqueiro, afastamento de Paulo Lacerda da Agência Brasileira de Inteligência, cortina de fumaça muito bem estendida pela grande mídia...
Consta que "HDs" (discos rígidos) do Opportunity trazem dados bombásticos sobre aplicações irregulares em paraísos fiscais... E haveria outros dados, não desabafados por Dantas.
Bendita crise existencial, hein?
Enquanto isso, no STF...

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

O BLOG DO MACEDO

Contos, crônicas, frases de efeito (picles), charges, cartuns, idéias que afloram aqui e ali, e que são diligentemente anotadas em cadernos, aos quais retorno tempos depois, para emitir juízo sobre cada uma delas e selecionar as merecedoras de execução. Ocorre que uma coisa é "selecionar", outra é "executar". Nos últimos tempos, venho-me limitando a executar picles e desenhos, convindo notar, quanto a esses, que são destinados aos três salões de humor de que participo anualmente. E só.
Espero, com este blog, "pôr ordem nessa gafieira", passando a escrever assiduamente (inclusive sobre Direito Constitucional, outra de minhas paixões), sem perder de vista as charges/cartuns.
Não parece o caso de proclamar "Penso, Blogo Existo", mas, que é instigante, é.